Você é alérgico a animais? E agora?!

Publicado em: 05/01/2015 | Categoria: Dicas Pets

 

Embora mais e mais pessoas estejam descobrindo os benéficos de possuir um pacote peludo de alegria, permanece o fato de que cerca de 15 a 20% da população é alérgica a animais. O resultado? Inúmeros proprietários, infelizes, deixando seus animais em situações insalubres ou o abandono! Alérgeno é o termo médico para a própria substância que provoca uma reação alérgica. Tocando ou inalando alérgenos leva a reações em pessoas alérgicas. Os sintomas podem incluir vermelhidões, coceira, olhos lacrimejantes, espirros, tosse, garganta inflamada, e o mais grave de tudo, dificuldade em respirar.

Os alérgenos de animais domésticos mais comuns são proteínas que se encontram no seu pêlo (escamas da pele velha que são constantemente eliminadas por um animal), saliva, urina e células sebáceas. Qualquer animal pode desencadear uma reação alérgica, mas os gatos são os mais comumente culpados. As pessoas também podem se tornar alérgicas a urina, pêlos e saliva de animais de estimação exóticos, como furões, pássaros, coelhos e roedores. Não há espécie ou raça à qual as pessoas não podem desenvolver alergias. Comprimento e tipo de pele não afetará ou prevenirá alergias. Alguns animais de estimação podem ser menos irritantes do que outros para aqueles que sofrem de alergias, mas é estritamente numa base individual e não pode ser previsto.

Uma vez que o diagnóstico de uma alergia animal de estimação é feito, um médico, muitas vezes, recomenda eliminar o companheiro animal do entorno. Absolutamente necessário? Nem sempre. Tenha em mente que a maioria das pessoas são alérgicas a várias coisas além de animais de estimação, como os ácaros, fungos e pólen, todos os quais podem ser encontrados na casa. Os sintomas alérgicos resultam da carga total cumulativo do alérgeno. Isso significa que, se você eliminar alguns dos outros alérgenos, você pode não ter que se livrar de seu animal de estimação. (Por outro lado, se você decidir remover o seu animal de estimação de sua casa, isso pode não resolver imediatamente os seus problemas.) Você também deve estar preparado para investir o tempo e esforço necessários para “descontaminar” o ambiente de casa, limitar a exposição aos alérgenos futuros e encontrar um médico que irá trabalhar com você. 

 

Melhorar o ambiente imediato

 1.     Criar um ambiente livre de alérgenos. Um quarto é muitas vezes a melhor e mais prática escolha. Ao impedir o seu animal de entrar neste ambiente, você pode garantir, pelo menos, oito horas de liberdade de alérgenos todas as noites. É uma boa idéia usar roupas de cama e travesseiro com materiais hipoalergênicos evitando ácaros.

 2.     Tecidos limitados. Alérgenos acumulam em tapetes, cortinas e estofados, então, o melhor a fazer é limitar ou eliminá-los de sua casa. Se você optar por manter alguns tecidos, limpe-os regularmente. Móveis cobertos de algodão é a escolha mais inteligente, e persianas laváveis também podem ajudar

 3.     Instale um purificador de ar e deixe o ar cirlular diariamente, evitando que alérgenos fiquem em suspensão no ar.

 4.     Use sprays anti-alergênicos. Esses sprays desativam alérgenos, tornando-os inofensivos.Pergunte ao seu alergista para uma recomendação do produto.

 5.     Limpe a caixa de areia com freqüência.

 6.     Invista em cama do pet lavável e gaiolas que podem ser limpos frequentemente e facilmente.

 

 

“Descontaminação” de seu animal de estimação

 1.     Banhe seu animal de estimação, pelo menos, uma vez por semana. O seu veterinário pode recomendar um shampoo que não vai secar sua pele. Banhos ajudam a retirar os alérgenos que se acumulam na pele de um animal.

 2.     Limpe o seu animal de estimação com um produto formulado para evitar a caspa. Pergunte ao seu veterinário para sugerir um que é seguro para uso frequente em animais.

 3.     Observe quaisquer sintomas de dermatite exibidos por seu companheiro animal. Dermatite muitas vezes leva a aceleração da descamação da pele, que vai aumentar a sua exposição ao alérgeno.

 4.     Escovar ou pentear seu animal de estimação com freqüência. É melhor fazer isso ao ar livre, se possível

 

Cuidar de Si

 1.     Se possível, peça a alguém que não seja você mesmo fazer a faxina, limpeza da caixa de areia e escovação do animal. Se você precisar fazer tudo isso, certifique-se de usar uma máscara de proteção.

 2.     Lave as mãos após o manuseio de seu companheiro animal e antes de tocar seu rosto. As áreas em torno de seu nariz e os olhos são particularmente sensíveis aos alérgenos.

 3.     Escolher uma "roupa pet" entre as suas roupas. Use-a quando abraçar e brincar com seu companheiro por mais tempo e troque-a quando terminar a diversão.

 4.     Encontre um médico, de preferência um especialista em alergia, que irá certificar-se de que seu animal de estimação é realmente a causa de suas alergias e vai ajudar a aliviar os sintomas. O tratamento correto muitas vezes pode permitir que você e seu companheiro animal permaneçam juntos e felizes para sempre.





Deixe seu comentário