Toxoplasmose e os gatos

Publicado em: 18/06/2018 | Categoria: Dicas Pets

O que é toxoplasmose?

A toxoplasmose é uma doença decorrente de uma infecção causada pelo parasita toxoplasma gondii. Esse parasita pode ser encontrado em: alimentos contaminados e nas fezes de felinos. E pode infectar pássaros, roedores, mamíferos, e seres humanos. 

Muitas vezes o parasita permanece inativo em nosso corpo pois nosso sistema imunológico está fortalecido, entretanto o risco de contrair toxoplasmose e desenvolver complicações aumenta quando o sistema imunológico está debilitado (como por exemplo: grávidas e portadores de HIV/Aids)

 

Sintomas

Grande parte das pessoas que contraem a toxoplasmose não manifestam sintomas, entretanto alguns dos sintomas mais comuns são: 

  • Dores musculares;

  • Dores de cabeça;

  • Febre;

  • Linfonodos inflamados.

 

Relação entre a doença e o gato

Existe uma relação entre a toxoplasmose e o gato pois os felídeos são hospedeiros definitivos do protozoário toxoplasma gondii, grande parte das pessoas dão maior destaque aos gatos, por serem animais domésticos que convivem conosco.

Apesar da toxoplasmose ser transmitida também através das fezes dos gatos, o gato é infectante apenas durante o período em que o ciclo do protozoário está se realizando, e isso ocorre apenas uma vez na vida do gato durante cerca de uma semana, ou seja ele não é o maior culpado.

 

Causas

Em boa parte dos casos a doença é adquirida por via oral:

  • Ingestão de carnes cruas ou mal passadas (de hospedeiros que contêm cistos do parasita);

  • Pelo consumo de água, frutas e verduras cruas que abriguem cistos do toxoplasma gondii;

  • Pela ingestão de fezes do hospedeiro do toxoplasma gondii;

  • A toxoplasmose pode ser transmitida da mãe para o feto durante a gestação através da placenta (toxoplasmose congênita).

 

Prevenção

Algumas dicas auxiliam na prevenção da toxoplasmose:

  • Não ingerir carne crua ou mal passada nem vegetais, se não tiver a certeza de que foram higienizados corretamente;

  • Não permitir que as crianças brinquem em tanques de areia que fiquem ao ar livre, pois podem ter resíduos de animais;

  • Manter seu gato sempre alimentado corretamente (não oferecer carne crua, legumes, frutas e vegetais que não foram higienizados), pois isso evitará que ele saia e vá se alimentar de roedores ou pássaros que podem estar infectados pelo toxoplasma gondii;

  • Não deixar que seu gato tenha livre acesso à rua sem supervisão.

 

Ou seja, conviver com gatos não eleva consideravelmente o risco de adquirir essa infecção, é importante sempre manter a higiene periódica do gato, mas nada diferente do comum que se é aconselhado a fazer, isto é: mantendo a limpeza dos locais onde vive, levando-o a consultas veterinárias frequentes, mantendo-o limpo e vacinado, além de fazer a limpeza diária das caixas de areia utilizando luvas e mesmo assim após a limpeza higienizando as mãos.





Deixe seu comentário