Cuidados com cachorros idosos

Publicado em: 19/01/2018 | Categoria: Dicas Pets

O primeiro ponto a entender é que, a idade que um cachorro se torna idoso varia muito de raça e do porte da cada um, mas quando chegam nessa fase alguns cuidados são indispensáveis para todos eles, independente da raça, principalmente pelo fato de que algumas doenças são mais propensas em cachorros idosos, tais como: 

  • Tumores

  • Surdez

  • Cegueira

  • Otite

  • Diabetes

  • Perda de dentes

  • Artrite

  • Doenças renais

  • Anemia

  • Disfunção cognitiva

 A medida em que os cachorros envelhecem acabam perdendo parte da sua energia, mas isso não quer dizer que exercícios físicos devem ser retirados de sua rotina, pelo contrário, eles são muito importantes pois ajudam a evitar atrofias nas articulações, ossos e na musculatura. O recomendado é que a duração das caminhadas seja reduzida.

Fazer visitas periódicas a um veterinário é importante, pois com um acompanhamento constante, o diagnóstico de possíveis doenças ocorrerá mais rapidamente e consequentemente o tratamento para elas também.

Cães idosos, em sua maioria, passam muito mais tempo deitados e/ou dormindo, por isso possuir uma cama de fácil alcance e aconchegante é importante. 

É também fundamental haver uma limpeza periódica onde seu animal fica, para que assim possa evitar possíveis problemas de pele.

A diminuição da audição e do olfato faz com que muitas vezes os cães fiquem desorientados, a disfunção cognitiva também os afeta, fazendo com que fiquem apáticos ou distantes, por isso ter paciência é algo indispensável.

Uma mudança na alimentação é necessária, nessa fase é recomendado o uso da ração sênior pois: são aeradas, o que facilita no momento da mastigação (já que os cães, durante a velhice, possuem os dentes desgastados ou perdem alguns), possuem menos valores calóricos, mais vitaminas e auxiliam nas articulações. Se necessário, procure um médico veterinário para melhor indicação.

Higienizar seu cão periodicamente também é muito importante para manter a saúde do pelo, da pele e dos dentes. 

Após o banho, seque-o imediatamente para evitar a proliferação de bactérias, e lembre-se também de escovar os dentes de seu cachorro evitando maior perda dentária.

Não mude móveis de lugar caso seu cão esteja ficando cego, isso evitará acidentes. 

Caso seu cão suba em camas/sofás, adquira degraus, escadas ou rampas para poupar as articulações e evitar fraturas ósseas.

O importante é sempre prestar atenção no comportamento de seu cachorro, caso note algo diferente do habitual, procure imediatamente um médico veterinário, para que ele possa diagnosticar com propriedade e prescrever o melhor tratamento, garantindo assim maior conforto e saúde para seu amigo.





Deixe seu comentário